15 de março de 2017

Resenha: "Zylgor I - A Princesa das Águas" - Lu Evans


Reprodução: Google

Zylgor I - A Princesa das Águas
Autora: Lu Evans
Publicação independente
Ano: 2014
Minha classificação: ★★★★ (4/5)
* E-book cedido pela autora
** 1º livro de uma trilogia
"Não tema nada. Saiba que forças sobrenaturais com as quais nunca sonhou estarão ao seu lado. Você foi predestinado para grandes feitos e a história que vai viver nunca será esquecida."
Cã é um garoto órfão de 15 anos que, misteriosamente, acorda em um lugar muito diferente do qual conhece. Ele percebe que o lugar é feito totalmente e somente de tons azuis: as árvores, os animais e até mesmo três criaturinhas que abordam-o. Esses pequenos gnomos são Mu, o sábio; Vu, o guerreiro; e Zu, o pacífico, e explicam para Cã que ele encontra-se no Bosque Sereno, o lar dos gnomos, um território das Terras Aquecidas do planeta Zylgor. 

Mesmo estando muito confuso, o garoto vai lembrando aos poucos como chegou naquele lugar e quais foram os seus últimos passos na noite passada quando ainda estava na Terra. Compartilhando a história com os gnomos, que por sinal ficam muito empolgados, ele percebe que em seu bolso veio uma caixa pequena e brilhosa, mas ainda não entende qual é motivo de ter sido enviado para este mundo e o porquê daquela caixinha ser tão valiosa para quem está indo entregar.

Para chegar até essa pessoa misteriosa, mesmo não conhecendo as reais intenções daqueles gnomos, Cã confia nos três e é guiado até o local do encontro. Antes de chegarem ao seu destino, o grupo é atacado na floresta por sombras, porém mesmo sem saber como, o garoto com a ajuda da caixa misteriosa e brilhante reverte a situação e salva os gnomos dos seres malignos.

Depois de chegarem na moradia dos gnomos, por causa de uma ação desconfortável da parte do garoto há um conflito durante o encontro entre Cã e uma garota chamada Lílat, que mais para frente é revelada ser a princesa escondida de Zylgor. Por causa desse momento de surto, o garoto abre a caixa misteriosa e é, automaticamente, ligado ao objeto brilhante que há dentro. 

Agora além de Cã ser o guardião do cristal terra, enquanto a princesa é a guardiã dos outros três (água, ar e fogo), é revelado que há um grande mal rondando aquele mundo: um vilão chamado Daimos está sob posse do trono e, com o auxílio do poder do anel que roubou da matriarca e usando-o como magia negra, está controlando todos os povos de Zylgor. Para combate-lo e trazer a rainha de volta para a sua terra a princesa Lílat precisará da ajuda do garoto, porém basta saber se ele sacrificará a sua vida por um planeta desconhecido e se conseguirá voltar para a o seu.
"Pensava sobre ter de enfrentar alguém que nunca tinha visto na vida e nem tinha feito qualquer coisa contra ele. Pensava em arriscar a própria vida por uma causa que não era sua. Se entrasse na aventura, talvez morresse. Se não se submetesse ao perigo, ficaria preso em Zylgor para sempre."
Reprodução: Biblioteca Pessoal
Ao meu ver, o livro se trata de um infanto-juvenil e uma ótima maneira desse público conhecer o gênero de fantasia e apaixonar-se. A autora criou um mundo próprio para contar as suas histórias, um mundo belo recheado de diversidade de raças, com seus conflitos e política próprios. Em várias partes eu desejei conhecer Zylgor pessoalmente e me aventurar por seus bosques. Tanto a maneira como a Lu criou este mundo como também a sua forma de escrever me lembrou em muitos momentos o Tolkien em O Hobbit, e isso é extremamente positivo, afinal não estou comparando-os, mas sim mostrando que há uma "pitada" do mestre da fantasia neste livro nacional. Aproveitando que fiz essa relação, já adianto que você encontrará muitos tipos diferentes de personagens e se encantará (ou não) por cada um deles, como: gnomos, lobos, ciclopes, ninfas, fadinhas, piratas, e muitos outros. Não podendo esquecer das músicas que aparecem em diversas partes e encaixam-se perfeitamente no enredo.

A escrita da Lu Evans é maravilhosa de ser apreciada. Utilizando de uma linguagem formal, mas simples, ela nos envolve completamente na história e nos torna um de seus personagens. Por mais que eu tenha me sentido empacada no começo, logo quando começa a aventura de Cã ao lado dos três gnomos e da princesa a leitura deslancha e flui rápido. Tinha momentos em que não queria desgrudar do livro e só gostaria de ficar lendo por horas e horas até chegar ao final da aventura e descobrir o destino daqueles personagens que me apeguei tanto.

Minha opinião
Essa leitura foi uma grande surpresa para mim, e claro, positiva. Este deve ter sido o terceiro livro de fantasia que li em toda a minha vida, e admito que nenhum dos três me decepcionaram. A escrita da Lu é tão cativante e flui tão rápido que quando você menos espera já está no finalzinho do livro e querendo loucamente a continuação para ler. Aliás, pretendo ler o segundo ainda nos próximos meses, aproveitando que o terceiro sairá ainda nesse mês.
Os personagens são adoráveis, até mesmo aqueles que têm uma participação mais rápida. Você acaba se apegando ao grupo e querendo ser um deles. Porém, algo que me incomodou foram as brigas entre o Cã e a Lílat. Um não podia olhar para o outro que já começavam a discutir. Por mais que a faixa etária dos dois seja de 15/16 anos, não acredito que ambos fossem tão infantis a ponto de brigarem tanto, ainda mais por Cã ser descrito como "avançado" para a sua idade. A Lílat, mesmo sendo uma personagem feminina forte e empoderada, muitas vezes me tirava do sério. A infantilidade e implicância da personagem passava dos limites, me deixando cansada da leitura e da própria personagem. No final há uma reviravolta entre os personagens, mas fica claro que há um clima de romance entre os dois desde o começo, então por que diabos agir assim? Tentei levar pelo lado deles serem adolescentes e ser comum atitudes assim, mas admito que às vezes isso atrapalhava a minha leitura.
No geral foi uma ótima experiência de leitura e aproveitei bastante cada parte da história. Sendo a segunda fantasia nacional que eu leio, fico orgulhosa em conhecer mundos extraordinários feitos por autores nacionais. E fico mais orgulhosa ainda por me encantar por esses universos e ter o prazer de indicá-los para vocês. Como uma admiradora da literatura nacional, deixo Zylgor I - A Princesa das Águas como indicação para todos os leitores que adoram fantasia e querem explorar um novo mundo.
Para quem tem Kindle Unlimited, aproveitem que está de graça e entrem nessa nova aventura!
"Às vezes devemos deixar nossos desejos guiarem nossas ações, outras vezes, a mente deve dirigir nossos passos. A questão é saber o que escutar e em que momento."

2 comentários

  1. Nossa, muito obrigada pela resenha. Sobre as Brigas hahaha ha um motivo, mas os leitores so ficarao sabendo no livro 3. Valeu demais! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ansiosa pelas continuações! E obrigada você pela oportunidade de parceria.

      Excluir