26 de agosto de 2016

#12mesesdePoe: O Coração Denunciador

Reprodução: Google




Conto O Coração Denunciador
Autor: Edgar Allan Poe
Minha classificação: ★★★★ (4/5)
O conto
Nosso narrador irá nos contar sua história de como o olho de um velho o fez perder um pouco de sua sanidade.
Começará nos explicando sobre sua doença: ele sofre com os sons ao seu redor, já que escuta tudo de uma maneira diferente de como nós escutamos. Ele tem os sentidos da audição em um nível avançado, o que faz com que ele escute cada mísero som em uma altura razoável ou às vezes até de forma ensurdecedora. E isso faz com que ele escute tanto os sons do céu como também os do inferno, deixando-o louco.
Ele divide a moradia com outras pessoas, uma delas sendo um velho com uma terrível catarata em um de seus olhos azuis. Como uma pessoa amigável, é claro que ele não tem nada contra o pobre vizinho velho, porém aquela catarata que emerge em seu olho faz com que cresça uma raiva tremenda dentro de nosso narrador, até que um dia sentindo-se cansado ele decide cometer um ato crucial para acabar de uma vez com aquele olho que o encara tão friamente.

Minha opinião
Eu já havia lido esse conto no ano passado em uma antologia do Poe, onde tive a oportunidade de conhecer sua escrita (resenha do livro aqui). Então, eu me lembrava com bastante detalhe sobre a história, mas isso não estragou minha experiência durante a releitura.
Algo que me chamou bastante a atenção foi a semelhança com outro conto que lemos durante o projeto, O Demônio da Perversidade (resenha aqui). O final é bem parecido um com o outro e achei que nos dois haviam detalhes semelhantes também. E lendo alguns outros comentários por aí, percebi que os dois contos realmente têm coisas em comum, e que a teoria exposta em O Demônio da Perversidade é mais uma vez vista em O Coração Denunciador, sendo assim uma teoria "comprovada".
É um conto fácil de ser lido e muito gostoso também. A leitura flui muito bem e é rápida. Um ótimo jeito de começar a ler Poe e conhecer a sua escrita e forma de criar histórias. Um ótimo conto para te deixar interessado em conhecer mais obras dele e também para já conseguir um espaço reservado em seu coração.

10 comentários

  1. Gostei da dica. Adoro livros assim, com uma leitura gostosa.

    www.3dimensoes.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, Thainá! Lembrei de vir retribuir o comentário que você deixou lá no blog. E também, encontrei seu link lá na Liga... Pela sua resenha, vejo que você percebeu elementos diferentes dos que eu havia percebido. No primeiro parágrafo, quando o narrador fala sobre sua audição incomum, por exemplo. Eu não tinha pensado que era isso que fazia com que ele fosse capaz de ouvir o coração do velho... Acho que ignorei essa parte, pensando mais no ódio e na raiva que ele sentia...
    Foi interessante ver um ponto de vista diferente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lethycia. Fico feliz que a minha resenha tenha explorado pontos que você não havia percebido antes, isso é ótimo, não é? Descobrir coisas que passaram despercebidos, uma visão diferente.

      Excluir
  3. Parece um conto bem interessante e é diferente do que acostumo ler. Gostei da resenha. Beijos
    Charme-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim um conto bastante interessante, como a maioria que li do Poe. Indico, caso você sinta-se na vontade de conhecer melhor o autor.

      Excluir
  4. Achei bem interessante, nunca li nada do Poe mas tenho uma imensa vontade de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comece por esse, acredito que irá gostar bastante.

      Excluir
  5. Nossa, parece ser bem diferente do que costumo ler. Fiquei interessada.

    Me chama de Bella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre bom sair da nossa zona de conforto, né? Arrisca em outras literaturas e gêneros. Espero que leia e goste!

      Excluir