24 de junho de 2016

#12mesesdePoe: O Enterramento Prematuro


Reprodução: Google


Conto O Enterramento Prematuro
Autor: Edgar Allan Poe
Minha classificação: ★★★★ (4/5)
O conto
Nosso narrador começa a sua história afirmando que existem tragédias horríveis que podem ser consideradas piores do que as inventadas em ficções, para exemplificar sua teoria ele cita algumas que aconteceram pelo mundo: o terremoto em Lisboa, a peste em Londres, o Massacre de São Bartolomeu e o asfixiamento de 123 prisioneiros da Caverna Negra em Calcutá.
Embora haja centenas de tragédias diversificadas e diferentes, para o nosso narrador não há tragédia maior do que ser enterrado vivo. Para ilustrar sua opinião, ele nos conta alguns casos de enterramento prematuro que aconteceram há tempos atrás, alguns que as vítimas conseguiram se libertar de seu túmulo e viver o resto de vida que restaram, enquanto outros não tiveram a mesma sorte e destino.
Depois de expor estas histórias, ele decide nos contar a sua, sobre como o seu pior pesadelo se tornou realidade e como aconteceu o seu enterramento prematuro. 
Os limites que separam a vida da morte são, quando muito, sombrios e vagos. Quem poderá dizer onde uma acaba e a outra começa?

Minha opinião
Depois de uma leitura fraca no mês de maio, decide adiantar o conto de junho e ler logo no começo do mês. Vejo que foi uma decisão boa porque eu gostei do conto escolhido.
Como os demais, esse também tem uma escrita rebuscada e que às vezes torna a leitura um pouco complicada, mas dessa vez consegui ultrapassar essas barreiras e ter um bom entendimento da história no geral. 
Eu gostei do conto. Ao meu ver, a história foi muito bem elaborada e escrita, com pontos fortes durante a narrativa e que me deixaram cada vez mais ansiosa para saber o final. O nosso protagonista narra de um jeito simples e direto. Ele nos dá toda a informação que precisamos para um bom entendimento de cada situação e não deixa nenhuma pergunta em aberto sobre os casos (ou até mesmo o dele). 
Como outros contos do Poe, arrisco em dizer que este também tem um final de opiniões controversas. O que eu quero dizer quando digo opiniões controversas? Quero dizer que cada uma entenderá da sua maneira. O final não é vago e não deixará milhões de ideias ou possibilidades passando pela cabeça do leitor, mas talvez o motivo do enterro do nosso narrador seja visto de diferentes maneiras e cabe a você decidir o que realmente aconteceu com ele.

Clique aqui para conhecer o projeto #12mesesdePoe e participar.

2 comentários

  1. Realmente, de todos os contos que lemos até agora esse foi o que menos deixou dúvidas sobre os acontecimentos. Fico feliz que gostou desse! <3

    Meu blog
    Desafio de leitura #12mesesdepoe

    ResponderExcluir