17 de maio de 2016

Resenha: "Guerra Civil" - Stuart Moore

Foto tirada por mim



Guerra Civil
Autor: Stuart Moore
Editora: Novo Século
Ano: 2015
Minha classificação: ★★★★★ 
(5/5+favorito)
Depois de uma tragédia em Stamford, que causou centenas de mortes (incluindo crianças), resultado de uma briga entre os Novos Guerreiros e um grupo de vilões perigosos, os heróis agora são vistos como ameaças para a humanidade e precisam ser controlados.
Para proteger e acalmar os cidadãos, o governo cria a Lei de Registro de Super Heróis, que obriga o super herói à se registrar, revelar a sua identidade ao mundo e trabalhar para o governo. Ser um super herói perante a lei será um emprego igual aos outros e cada um receberá o seu salário e os seus benefícios pelos seus resultados, como um funcionário público.
Mas, caso alguém decida usar os seus poderes sem estar registrado e sem autorização do governo, seja para salvar milhares de pessoas em perigo, será caçado como um criminoso. Prisões especiais serão feitas para quem desobedecer a lei. Essa ideia não agrada a todos e causa uma divisão entre os super heróis.
De um lado, o Homem de Ferro apoiando a nova lei e declarando o quanto será importante para a formação dos heróis mais jovens e para a segurança da sociedade. De outro, Capitão América dizendo que a lei está errada e que ninguém deve obrigá-los a se revelarem e a exporem familiares e amigos íntimos dessa maneira, pois assim eles correrão perigo constante. Cada um com seu ideal político definido e defendido. Cada um que pensa saber o que é melhor para os civis e para eles mesmos. 
E assim começa a Guerra Civil. 

Lembrando que: o livro é uma romantização da HQ, ou seja, não é uma cópia ou 100% igual aos quadrinhos. Há algumas pequenas mudanças.

Minha opinião
Primeiramente, gostaria de explicar o porquê da resenha ter ficado tão pequena. Eu quis passar apenas o essencial, sem dar detalhes ou entregar surpresas. Quero que descubram sozinhos cada detalhe da história e se surpreendam com isso. Pois, foi assim que aconteceu comigo e foi uma experiência ótima. Eu sabia bem pouco de quem ficava do lado de quem e descobrir através da leitura foi incrível. Foi ótimo saber dos ideais de cada personagem através dele. E por isso, expliquei apenas o básico da história. Apenas o que fará vocês se interessarem e procurarem por mais.
Enfim. Eu nunca tive contato com a HQ ou com a história de Guerra Civil, então, tudo que li foi novo para mim. Tive diversos sentimentos durante a leitura, e confesso ter pensado que talvez o Tony Stark não fosse tão ruim como eu imaginava e que estava fazendo aquilo pelos civis, porém, não deu certo. Eu não gosto do Homem de Ferro e a leitura só confirmou mais ainda isso. Até porque já deixei bem claro em posts anteriores de qual lado eu sou, certo? Mas, não vou me alongar nesses detalhes. 
Todos os super heróis que eu conheço são os que vi em desenhos ou filmes da Marvel, então, provavelmente quem já leu a HQ ou o livro deve imaginar como tive dificuldade com a quantidade de heróis que aparecem e que para mim eram desconhecidos. Eu basicamente tive que interromper a leitura várias vezes para pesquisar quem eram as personagens, como se vestiam e qual era sua habilidade ou história. Porém, um ponto positivo no livro foi que sendo um livro o autor descreveu algumas personagens, ou seja, o vestuário e os poderes. Isso ajudou bastante na hora de identificar uma foto quando parava para pesquisar, apenas para confirmar a aparência que estava imaginando.
Foi muito bom ver tantos super heróis reunidos em um só lugar. A quantidade é imensa, iremos encontrar alguns X-Men, o Quarteto Fantástico, o príncipe Namor e seu exercito da Atlântida, Demolidor, Justiceiro, Pantera Negra e muitos outros.
Há um grande foco no Homem Aranha e na Mulher Invisível. No caso do Homem Aranha, ele acabou de entrar para os Vingadores e não sabe como reagir ou o que fazer, sempre perguntando ao Stark qual será o seu próximo passo. No começo, dá para perceber uma certa insegurança da parte dele, até mesmo porque o próprio comenta sobre se sentir estar substituindo alguém. Porém, ao decorrer da história, veremos um grande crescimento dele e suas incertezas sobre alguns acontecimentos. Quanto à Sue Richards, a Mulher Invisível, foca bastante em como a lei e a separação entre os heróis resulta em um conflito entre ela e o marido, Reed Richards. Na dificuldade que um casal tem em seguir lado a lado quando ambos tem ideais diferentes e controversos. 
A leitura me agradou muito (como deve dar para perceber na minha classificação). Fluiu muito rápida, tanto que terminei o livro em três dias. Um recorde para mim. Li antes da estreia do filme Capitão América - Guerra Civil, e mesmo sabendo que eram diferentes só me deixou mais animada para as telonas. Pretendo ler a HQ e entrar mais fundo nessa história e seus personagens. Eu adoro super heróis e isso só se concretizou mais ainda depois dessa leitura.
Eu recomendo para todos que gostam tanto dos filmes como dos desenhos da Marvel, para quem não teve contato com HQs ou já teve, para aqueles que se interessam por histórias de super heróis. Vale a pena engatar na leitura e conhecer um pouco mais desse universo tão grande e maravilhoso. Tenho certeza que vocês irão adorar!
Pegue o livro, aprecie uma boa bebida e escolha o seu lado.

4 comentários

  1. Nossa adorei a resenha! O filme é mara !
    ..
    Um beijo ..
    Ebaaa 😍👏🏻👏🏻 Primeiro sorteio do blog .... Livro : Cidade das cinzas... Gostou ?! Participe agora mesmo .. entre nesse link e se inscreva....http://girlssweeet.blogspot.com.br/2016/05/sorteio-cidade-das-cinzas-de-cassandra.html?m=1

    ResponderExcluir
  2. Oi Thainá,

    Este livro realmente é muito rapidinho de ler, também fluiu para mim. Ao contrário de você, eu gosto do Stark, mas gosto mais dele nas HQ's - que não se sabe se ele é vilão ou mocinho, pois a personalidade dele é bem ambígua - e não tanto como o descreveram neste livro e nos filmes da Marvel. E sim, tem muito personagem "desconhecido" mesmo, às vezes me perdi também. Mas, para mim, o ponto alto é o Peter Parker, sensacional e fofo <3

    Beijos,
    Ruh Dias
    perplexidadesilencio.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Que lindo ver uma pessoa que admiro tanto visitando meu blog, que honra. <3
      Eu não gosto do Stark, acho que conhecer a personagem pelos filmes não foi uma boa escolha para o primeiro contato. Vou prestar mais atenção nele nas HQ's que pretendo ler. Adoro o Peter, ele é um fofo, né? Como não amar? Hahaha.
      Beijo

      Excluir